PARA SABER MAIS

2 livros para saber mais sobre fotografia no século XIX

Nessa semana, na coluna Para Saber Mais, selecionamos dois títulos da Editora Alameda sobre fotógrafos e sobre a fotografia no século XIX

Nessa semana, na coluna Para Saber Mais, selecionamos dois títulos da Editora Alameda sobre fotógrafos e sobre a fotografia no século XIX.

A fotografia, a arte de brincar com a exposição da luz, abriu caminhos para inovações no meio artístico. Com a popularização da fotografia, a pintura perdeu a obrigatoriedade de reproduzir fielmente a realidade e abriram-se os caminhos para as vanguardas. Paralelamente, as próprias produções fotográficas começaram a ocupar a função de documentar a realidade.

Em, Sujeitos Iluminados, Fabiana Beltramin analisa a produção artística de Christiano Jr, um dos maiores retratistas da população negra brasileira do século XIX. Esse livro se afastas do clichês das fotografias brasileiras, das paisagens de praias e montanhas tropicais. Nessa obra, enfatiza-se a afirmação de testemunhos culturais através de retratos de mulheres e crianças negras que refletem a conjuntura histórica em que se encontravam.

O livro está disponível para compra neste link.

foto: Christiano Jr., 1865. Coleção Ruy e Souza

Íris Morais de Araújo, usa as fotografias e o próprio fotografo, Militão, para estudar as mudanças urbanas em São Paulo. Por meio de documentos biográficos e do próprio acervo de Militão, a pesquisadora explora o legado do artista pouco lembrado. Militão lidava com a ambivalência das mudanças entre os séculos, a pressa e a tecnologia da luz elétrica que dividia espaço com as vagarosas carroças. Seu olhar captura essas ambivalências e suas notas pessoas divagam sobre os novos tempos, como bem explora a autora em Militão Augusto de Azevedo: fotografia, história e antropologia.

O livro pode ser adquirido por este link.

 

Confira