LIVROS

Livro de André Egg discute a história e formação de Camargo Guarnieri

Obra destaca problemas culturais e políticos envolvendo o músico erudito

A formação de um compositor sinfônico é um esforço para compreender a obra de Camargo Guarnieri dentro de uma nova perspectiva, na qual a história cultural se encontra com a história da música, redimensionando a trajetória do compositor para além do clichê do “nacionalismo musical brasileiro”. Utiliza obras e correspondências do compositor para elucidar o quanto seu processo de formação foi descontínuo, indeterminado e múltiplo.

O livro mostra um artista dialogando com a multiplicidade de experiências históricas e culturais do Brasil da primeira metade do século XX: a busca de uma formação técnica em um ambiente onde a música erudita não havia fincado raízes criativas ou institucionais, e o embate entre projetos autorais audaciosos e dificuldades de sobrevivência através da atividade musical. O trabalho tece os fi os que unem a obra do compositor às tensões e diretrizes do tempo histórico, marcado pela tentativa dos Estados nacionais em controlar a produção artística para fins ideológicos e geopolíticos. Estas relações perigosas abriram várias oportunidades para os artistas, ao mesmo tempo em que nortearam formas de recepção das suas obras no Brasil e no exterior. O trabalho de análise se encerra em 1945, momento de estreia da Sinfonia nº1, obra fruto de um trabalho pessoal, de redes culturais coletivas e das demandas e projetos de uma época.

Neste livro Camargo Guarnieri é devolvido ao seu tempo, não como biografia canônica, coerente e linear, mas como expressão dos limites e sonhos artísticos de uma sociedade em processo de afirmação cultural.

Sobre o autor: André Egg é doutor em História Social pela USP. É professor da UNESPAR- Campus de Curitiba II (FAP), onde foi coordenador do Curso de Bacharelado em Música Popular e Diretor do Centro de Música e Musicoterapia. É líder do Grupo de Pesquisa em Música, Cultura e Sociedade da UNESPAR. É professor colaborador no programa de Pós-graduação em História da UFPR, na linha de pesquisa Arte, Memória e Narrativa. É um dos organizadores do livro Arte e política no Brasil: modernidades (Ed. Perspectiva, 2014), e organizador do livro Música, cultura e sociedade: dilemas do moderno.

Confira