TERRORISMO

Email ameaça estudantes e funcionários do curso de Letras da USP

O e-mail com o assunto “Já estou contando as balas” foi enviado a funcionários da Sessão de Alunos de Graduação; autor já teria sido identificado

Atualizada às 18h20

 

Nessa segunda-feira (04/12) de fim de semestre as aulas do curso de Letras da FFLCH (Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas) um e-mail enviado às 8h avisando sobre um ataque aos alunos e funcionários do curso causou pânico na instituição. As aulas não foram suspensas pela direção da faculdade, que registrou a ameaça num boletim de ocorrência. Segundo comunicado da instituição, o autor da ameaça já teria sido identificado pela polícia.

O e-mail com o assunto “Já estou contando as balas” foi enviado a funcionários da Sessão de Alunos de Graduação. No corpo do texto, o autor promete aparecer mascarado no prédio da Letras, recentemente batizado de Antonio Cândido, para matar o maior número de pessoas possível, especialmente mulheres, negros e LGBTs.

 


Foto: Ameaça por email (Reprodução)

O texto foi assinado com um juramento de lealdade ao Estado Islâmico, grupo extremista conhecido por atentados violentos contra minorias étnicas e sociais, e faz referências ao movimento integralista.


Na última quarta-feira (29/11), o presidente da Frente Integralista do Brasil, Victor Emanuel Vilela Barbuy, foi impedido de terminar sua comunicação no VI Simpósio de Filologia e Cultura Latino-Americana.

Segundo o CAELL (Centro Acadêmico de Estudos Linguísticos e Literários Oswald de Andrade), “a presença do presidente de uma frente integralista vai na contramão do projeto de universidade que queremos [...]. Em especial no curso de letras, que tem maior número de alunos negros e de escola pública da USP e é formado majoritariamente por mulheres e membros da comunidade LGBT”.

Até o momento, a fonte o e-mail não foi identificada. A PM (Polícia Militar) foi acionada pela diretoria da FFLCH, assim como a Guarda Municipal.

 

A Diretoria da Faculdade registrou um BO (Boletim de Ocorrência) e emitiu o seguinte comunicado:

A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas repudia toda e qualquer forma de violência e reafirma o seu compromisso com o pluralismo e o livre debate das ideias.

 

Neste sentido, a Faculdade considera inaceitável a ocorrência de episódios que violam o direito à livre expressão, e se posiciona contrária aos acontecimentos crescentemente recorrentes na sociedade brasileira.

 

A Direção da Faculdade informa que, diante da ameaça de agressão a sua comunidade encaminhada por e-mail nesta data, relatou o episódio imediatamente à Superintendência de Segurança da USP. Este Órgão acionou as autoridades policiais, que já identificaram o autor da mensagem e tomaram as providências cabíveis para garantir o funcionamento normal de todas as atividades acadêmicas.

 

Sendo assim, nenhuma atividade foi ou será suspensa.

 

São Paulo, 04 de dezembro de 2017.

 

Destaques