CINEMA BRASILEIRO

Produtoras brasileiras podem inscrever filmes para concorrer ao Prêmio Goya

Os filmes inscritos devem ter lançamento comercial em cinema no Brasil entre os dias 1º de novembro de 2016 e 31 de outubro de 2017

A Ancine (Agência Nacional do Cinema) está recebendo até o dia 26 inscrições de filmes de longa-metragem para o processo de seleção do indicado brasileiro ao Prêmio Goya, outorgado pela Academia das Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha. O escolhido vai concorrer ao prêmio de melhor filme ibero-americano na 32ª edição do evento, que ocorre em fevereiro de 2018.

De acordo com nota divulgada na última segunda-feira (14/08) pela Ancine, a avaliação será feita por um júri formado por representantes de cinco entidades e instituições do setor audiovisual brasileiro e o resultado será anunciado em 22 de setembro. Os filmes inscritos devem ter lançamento comercial em cinema no Brasil entre os dias 1º de novembro de 2016 e 31 de outubro de 2017, e permanência em cartaz durante pelo menos sete dias consecutivos.

Produtores de filmes brasileiros que se enquadrem nas regras para postulação, interessados em se inscrever, devem enviar um e-mail para o endereço premio.goya@ancine.gov.br com a ficha de inscrição preenchida, disponível no site da Ancine.

Concedido desde 1987, o Prêmio Goya é o mais importante da Espanha na área de cinema. Na 31ª edição, em fevereiro deste ano, o brasileiro indicado para melhor filme ibero-americano foi Boi Neon, de Gabriel Mascaro, mas o vencedor foi o argentino O Cidadão Ilustre, de Gaston Duprat e Mariano Cohn.

Desde que foi criado, em março de 2015, o Painel Acadêmico só cresceu. Enfrentando diversas dificuldades, conquistamos todos os dias novos leitores com nossa produção jornalística independente e linha editorial de permanente defesa do acesso ao conhecimento de qualidade para todos os brasileiros. Para seguir com a missão não só de informar sobre os principais acontecimentos na área, mas sobretudo de diminuir a distância entre a produção acadêmica e o grande público, precisamos da sua ajuda.
Saiba como apoiar nosso projeto jornalístico independente sobre Educação.
Quem contribui ganha livros e descontos:

Destaques