Morre a professora Ecléa Bosi

Professora emérita do Instituto de Psicologia da USP foi idealizadora de projeto que traz idosos para as salas de aula da Universidade

Em nota publicada na manhã desta segunda-feira (10/7), o IEB (Instituto de Estudos Brasileiros) da USP informou a morte da professora Ecléa Bosi. O velório será no Cemitério São Paulo, a partir das 12 horas. O endereço é Rua Cardeal Arcoverde, 1.250 – Pinheiros, São Paulo-SP.


Saiba mais sobre nossa campanha de assinatura solidária; além de nos apoiar, você também ganha recompensas

A Reitoria decretou luto oficial na USP nos dias 10, 11 e 12 de julho.

Professora Emérita do Instituto de Psicologia da Universidade, Ecléa foi a idealizadora do Universidade Aberta à Terceira Idade na USP, projeto que traz idosos para as salas de aula da Universidade, com cursos e atividades gratuitas. A iniciativa atende anualmente cerca de 9 mil pessoas com mais de 60 anos. A professora coordenou o programa até o final de 2016.

Foto: Marcos Santos/ USP Imagens

Professora Ecléa Bosi

Em março deste ano, a PRCEU (Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária) da USP prestou uma homenagem à professora, na ocasião dos 23 anos do programa Universidade Aberta à Terceira Idade.

Recebeu o Prêmio Internacional Ars Latina em 2009 pelo conjunto de sua obra. Foi reconhecida também pelo Prêmio Averroes 2011 por seus estudos sobre memória e sociedade, pelo pioneirismo e espírito compartilhador expressados na trajetória do programa Universidade Aberta à Terceira Idade. No mesmo ano, recebeu a láurea Loba Romana, entregue a italianos e descendentes que se destacaram pela atuação social, econômica e cultural e contribuíram para o estreitamento das relações entre Brasil e Itália.

Ecléa Bosi era casada com o crítico Alfredo Bosi, professor titular aposentado de Literatura Brasileira na USP.

Destaques