VÍDEO

‘Imagem do Brasil está sendo dizimada’, diz Miguel Nicolelis

‘Fora do país, cientistas estão completamente chocados com a guinada que o Brasil está dando’; confira entrevista exclusiva com o neurocientista

“Eu vejo esta como uma das piores crises institucionais da minha vida. Tenho 55 anos. Nem mesmo no golpe de 64 eu vi uma situação tão desesperadora.”

Assista entrevista exclusiva com Miguel Nicolelis:

Diretor do Centro de Neuroengenharia da Universidade de Duke, nos EUA, Miguel Nicolelis é um dos cientistas brasileiros de maior sucesso na história. Nesta segunda-feira (12/12), o neurocientista palestrou no Instituto Sedes Sapientae, na zona oeste de São Paulo, onde falou sobre seu recém-lançado livro ‘Made in Macaíba’, obra que narra sua experiência na coordenação do Instituto Internacional de Neurociência de Natal. Instalado no sertão do Rio Grande do Norte, o inovador projeto articula centros hospitalares e educacionais e prevê a criação do Campus do Cérebro, o primeiro do mundo voltado apenas para o estudo do cérebro.

Em entrevista exclusiva concedida para a reportagem de Painel Acadêmico, Nicolelis afirmou que o Brasil está perdendo prestígio ante a comunidade científica internacional após os recentes acontecimentos políticos do país. Membro da Pontifícia Academia das Ciências desde 2011, quando foi nomeado pelo então Papa Bento XVI, ele disse que a imagem do Brasil está sendo dizimada.

“Fora do Brasil os cientistas estão completamente chocados com a guinada que o Brasil está dando. O prestígio do país está sofrendo e a imagem do Brasil está sendo dizimada. É importante que os brasileiros saibam o quão nefastos têm sido os efeitos deste golpe que, basicamente, tirou o Brasil do rumo correto e está colocando ele em um precipício de onde vamos levar décadas para sair”, afirmou o neurocientista.

Foto: Igor Truz

Miguel Nicolelis palestrou para plateia lotada no auditório do Instituto Sedes Sapientae, na zona oeste de São Paulo

Desde que assumiu a presidência da República após a queda de Dilma Rousseff, Michel Temer tem capitaneado profundas mudanças em políticas nas áreas de Educação e Ciência.

No comando do peemedebista, o país já assistiu o corte de 20% dos recursos voltados para pagamentos de bolsas de iniciação científica, o encerramento do programa de intercâmbios Ciências Sem Fronteiras e, nesta terça-feira (13/12), a aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 55 no Senado. A medida, que congela gastos públicos em áreas essenciais pelos próximos 20 anos, deve resultar na perda de mais de R$ 20 bilhões anualmente apenas no setor da Educação, de acordo com estudo da Câmara dos Deputados.

“A comunidade científica como qualquer outra comunidade tem que se manifestar, em defesa do povo e da soberania do Estado brasileiro e claramente se posicionar contra a PEC 55 e todas as outras ações de destruição do Estado brasileiro, que estão ocorrendo quase uma por dia”, disse Nicolelis.

Apontado como um dos 20 maiores cientistas do mundo na década passada pela revista Scientific American, Nicolelis é pioneiro nos estudos sobre a interface cérebro-máquina. No projeto Andar de Novo, ele coordena uma equipe de 156 profissionais, de 25 nacionalidades diferentes, que estão desenvolvendo o exoesqueleto, equipamento formado por uma estrutura robótica capaz de ler impulsos cerebrais e permitir que pessoas com lesão medular consigam se movimentar de maneira autônoma.

Destaques