EVENTO

Miguel Nicolelis: Ciência é essencial para defender soberania do país

Apontado como um dos 20 maiores cientistas do mundo na última década, Nicolelis falará sobre ciência e soberania em palestra em São Paulo na próxima segunda-feira (12/12)

“A sociedade tem que entender que ciência é essencial, que a ciência é dela, e é uma forma de defender a soberania da sua cultura e do seu país. Se não dominarmos a indústria do conhecimento de ponta do século 21, quem vai pagar o preço é a sociedade brasileira. De várias maneiras: custo alto para tudo, saúde, energia, comida”.

A conclusão acima é de Miguel Nicolelis, professor titular da Duke University, nos Estados Unidos e um dos cientistas brasileiros de maior sucesso na história. Na próxima segunda-feira (12/12), ele estará no Instituto Sedes Sapientae, na zona oeste de São Paulo, onde falará sobre o livro "Made in Macaíba", que narra sua experiência à frente do projeto Campus do Cérebro, um polo de ensino, pesquisa e extensão em neurociência desenvolvido na cidade de Macaíba, no Rio Grande do Norte.

“Se o país tiver que importar tudo que é vital, se tiver que ficar na mão de outros países para definir seus programas espacial, energético, eletrônico, robótico, nanotecnológico, biotecnológico será o fim do Brasil como nação soberana”, alerta o cientista.

Diretor do Centro de Neuroengenharia da Universidade de Duke, nos EUA, Nicolelis é um dos brasileiros de maior sucesso na história da Ciência. Apontado como um dos 20 maiores cientistas do mundo na década passada pela revista Scientific American, ele é pioneiro nos estudos sobre a interface cérebro-máquina.

No projeto Andar de Novo, Nicolelis coordena uma equipe de 156 profissionais, de 25 nacionalidades diferentes, que estão desenvolvendo o exoesqueleto, equipamento formado por uma estrutura robótica capaz de ler impulsos cerebrais e permitir que pessoas com lesão medular consigam se movimentar de maneira autônoma.

A palestra no Sedes Sapientae acontecerá a partir das 19 horas da próxima segunda. O evento é gratuito e, para participar, não é necessário fazer nenhuma inscrição prévia. O endereço do local é Rua Ministro Godói, 1484, Perdizes, São Paulo – SP.

Mais informações neste link.

Destaques