FEMINICÍDIO

Unesp declara luto após morte de aluna

Maria Júlia Martins, 17, foi esfaqueada na rua da república onde morava


(Foto: Facebook/ Reprodução)

A estudante Maria Júlia Martins, do primeiro ano do curso de Zootecnia da Universidade Estadual Paulista (Unesp), foi morta a facadas quando saía da república onde morava com colegas. 

Segundo a polícia, a aluna foi vítima de ao menos 15 golpes. O principal suspeito, de acordo com investigação, é seu ex-namorado, que está foragido.  

A comunidade acadêmica de Ilha Solteira saiu em vigília e acendeu velas em frente à delegacia da região.

O Centro Acadêmico da Zootecnia se pronunciou através de nota em redes sociais na noite de ontem:

"NOTA DE LUTO - Maria Júlia Martins
É com grande tristeza e pesar que notificamos luto em razão do feminicídio que ocorreu hoje com a ingressante do curso de Zootecnia na Unesp - Ilha Solteira. A comunidade universitária está em luto!"

A direção da Universidade também decretou luto. Segundo informações do jornal regional Hojemais, o diretor Enes Furlani Júnior afirmou que oferecerá um ônibus para que os colegas acompanhem o velório. 

 

 

Destaques