DICAS DO PROFESSOR

Vamos falar de repescagem OAB?

Edital para reaproveitamento no XXII Exame já foi publicado; saiba como utilizar calendário a seu favor e 'ganhar uma vida no jogo'

Como estava previsto no Edital do XXII Exame de Ordem, no último dia 23 de fevereiro, foi publicado o edital específico com as regras da “repescagem” para a 2ª fase deste Exame (Clique aqui para baixar o Edital).

Os candidatos reprovados (eliminados, ausentes, nota insuficiente, etc) na 2ª fase do XXI têm direito de realizar a prova prática do XXII EOAB sem a realização da primeira (ou seja, com reaproveitamento de fase).

Foto: Igor Truz

Darlan Barroso é diretor pedagógico dos cursos preparatórios do Damásio Educacional
 

São regras básicas do reaproveitamento:

- Inscrição específica para o reaproveitamento – de 3/4 a 10/4 (até às 17h00 – hora de Brasília).

- Pagamento da taxa específica – R$ 120,00 – até 28/4.

- Não ter o candidato realizado a 2ª fase do XXI já em regime de repescagem (a repescagem é para 1 exame),

- Utilização da repescagem é para a prova seguinte (não pode guardar para outras). Portanto, quem fez o XXI terá direito à repescagem no XXII.

- Para a inscrição o candidato deverá selecionar o local de prova (seccional do local de colação de grau ou do domicilio eleitoral).

- O candidato poderá optar por qualquer uma das sete áreas (ou seja, cabe mudança de área).

- O prazo para a inscrição para a repescagem apenas terá início após a prova de 1a fase do XXII

Atenção: quem tem direito à repescagem pode prestar a prova de 1ª fase do XXII.

Mas aí surge a pergunta: qual a vantagem disso?

Se o candidato prestar a primeira fase do XXII e passar, consequentemente, fará a 2a fase do referido Exame sem a necessidade de utilização desse benefício. Vantagem: ganha a repescagem para o XXIII. É uma forma de “ganhar mais uma vida no jogo”.

Temos ouvido de muitos candidatos que isso gera um certo alívio e redução da ansiedade. Claro, quem presta a prova de 1ª fase sem a necessidade de passar (por já estar garantido na repescagem) realiza a prova com muito mais tranquilidade.

O calendário foi feito exatamente pra isso: permitir que o candidato preste a prova de 1ª fase e, caso não seja aprovado, faça a inscrição para a repescagem. De um jeito ou de outro, ele fará a 2ª fase. A diferença está na possibilidade de ganhar a repescagem no XXIII caso seja aprovado na 1ª fase do XXII. O edital é expresso nesse sentido:

Para todos, o mais importante agora é ficar atento ao calendário com o respeito rigoroso ao prazo de inscrição e pagamento do boleto (prazos peremptórios):

No próximo dia 6 de março, publicaremos no site Damásio (em ambiente aberto) um vídeo com as orientações de estudo para a 2ª fase repescagem. Nesse momento, é fundamental traçar uma estratégia com a identificação das dificuldades e motivos da reprovação no Exame passado. Começar a estudar sem levantar esses ponto, é perder tempo e uma chance tão preciosa!

Abraço a todos, e qualquer coisa me escrevam pelo email dbarroso@damasio.edu.br.

(*) Darlan Barroso é Diretor Pedagógico de cursos preparatórios e extensão e coordenador da área de Direito Civil do Damásio Educacional. Este artigo foi publicado originalmente neste link.