EU PASSEI

Eller Aguiar: 'O segredo é treinar; acabei com a tinta de três canetas em dois meses'

'Foquei em Ética e fiz muitos exercícios de Direito e Processo do Trabalho'; confira entrevista com advogada sobre experiência na preparação para o Exame de Ordem

Nome: Eller Aguiar Souza Araujo

Estudei na: Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da USP

Minhas disciplinas preferidas eram: Teoria Geral do Estado; Direito Constitucional; Direito e Gênero; Direitos Fundamentais; Direito Internacional Privado; Direito Administrativo.

Como me preparei para prova: Para a primeira fase, comecei a estudar diariamente um mês e meio antes da prova, já que decidi meio que de última hora a prestar o primeiro exame do ano de 2016. Todos os dias eu fazia algo, alguns dias fazia menos, outros mais, para poder conciliar com as atividades da faculdade e também com a vida social.  Eu fiz muitos exercícios de provas anteriores, a partir de questões comentadas (existem compilações dessas questões feitas por diversas editoras). Usei um livro somente com questões (existem alguns com conteúdo para revisão) e, com relação ao conteúdo, eu assistia a vídeo aulas disponíveis no youtube (sempre prestando atenção na data, tomando cuidado com as atualizações).

Foquei em ética (pois são 10 questões na prova) e em direito constitucional – que foi a área que escolhi para a prova prática, então já adiantei a parte dogmática do estudo para a segunda fase. Fiz muitos exercícios de direito do trabalho e processual do trabalho também, sem estudar diretamente o conteúdo. Essas duas matérias juntas também dão um bom volume de questões. Fiz as três provas do ano de 2015, um em cada final de semana, como se fosse um simulado, mas em casa, no meu ritmo. Na semana anterior à prova, participei de algumas revisões que os cursinhos preparatórios disponibilizam de graça.

Para a segunda fase, eu fiz um cursinho que me ajudou muito a organizar os estudos. Para a primeira fase, eu ia estudando conforme estivesse afim no dia – temos um rol enorme de coisas para estudar e o objetivo é acertar 40. Nesta outra fase, o estudo tem que ser mais direcionado. Como eu nunca estagiei em escritório de advocacia, não tinha muita familiaridade com as peças e, por isso, decidi fazer um cursinho junto com uma amiga.

Toda semana eu fazia uma peça e quatro questões. No início eu fazia separadamente. No meio da preparação comecei a fazer junto, para treinar tempo. O segredo é treinar. Treinar muito. Acabei com a tinta de três canetas em pouco menos de dois meses.

Meu primeiro emprego foi: meu primeiro contato profissional na área do Direito foi em 2014 com o estágio no Núcleo de Assessoria Jurídica Popular de Ribeirão Preto (NAJURP/FDRP-USP) em parceria com a Defensoria Pública do Estado de São Paulo (DPESP). Também fiz estágio da Justiça Estadual e no Ministério Público do Estado de São Paulo. Ainda não tenho atuação profissional porque concluo a graduação agora no fim de 2016.

Minha dica para quem vai prestar o Exame da Ordem: acredito que o mais importante é a gente saber que esta não é uma prova que avalia o nosso verdadeiro conhecimento. Ela não define quem nós somos e muito menos a nossa capacidade e qualidade enquanto profissional do Direito. É uma prova que exige treinamento e que a pessoa esteja adequada às exigências da banca da FGV.

Daí a importância de fazer provas anteriores como uma forma de estudo. Não é um exame que exige grandes reflexões – é saber texto de lei. Na segunda fase, exige certo raciocínio jurídico-processual e bom manuseamento dos Códigos e das Leis. O segredo é saber manusear bem o Vade Mecum (só senti segurança e entendi de verdade a lógica na última semana de estudos) para não perder tempo durante a prova. Todo o conteúdo que me era passado eu acompanhava pelo Vade Mecum, para me familiarizar. Também é essencial dominar a estrutura de cada tipo de peça (os requisitos dela também estão todos na lei). Tudo o que precisamos para fazer a prova está dentro do Vade Mecum (em Constitucional foi preciso conhecer jurisprudência e ter algumas noções dogmáticas para responder UMA das quatro questões, não sei como é em outras áreas).

O segredo é fazer uma boa peça: comece por ela... Estruture no rascunho as partes principais e essenciais que devem estar na sua prova, um esqueleto mesmo, de forma breve, porque o tempo é pouco. Terminada a peça, saia para beber uma água e usar o banheiro. Descanse a mão. É preciso reorganizar as idéias e descansar um pouco o corpo para voltar e fazer bem as questões. Então, quando estiver treinando para a prova, lembre de separar uns 20 minutos para isso

Estudar para o exame da ordem é um processo chato e cansativo, mas também faz a gente aprender muitas coisas, como nossos direitos e deveres enquanto advogadas e advogados. Bons estudos e boa prova!

Fique ligado na cobertura especial do XXI Exame de Ordem: 

Desde que foi criado, em março de 2015, o Painel Acadêmico só cresceu. Enfrentando diversas dificuldades, conquistamos todos os dias novos leitores com nossa produção jornalística independente e linha editorial de permanente defesa do acesso ao conhecimento de qualidade para todos os brasileiros. Para seguir com a missão não só de informar sobre os principais acontecimentos na área, mas sobretudo de diminuir a distância entre a produção acadêmica e o grande público, precisamos da sua ajuda.
Saiba como apoiar nosso projeto jornalístico independente sobre Educação.
Quem contribui ganha livros e descontos:

XXIII Exame de Ordem | 1ª fase | Podcasts