EU PASSEI

Pedro Lopes: praticar com questões ajuda a controlar o tempo e a ansiedade

‘Prática faz com que a gente tenha mais segurança’; em entrevista, advogado conta sua experiência na preparação para o Exame de Ordem

Nome: Pedro de Almeida e Lopes

Estudei na: PUC-PR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná) entre 2010 e 2014.

Decidi fazer direito porque: Eu decidi fazer Direito um pouco pela influência do meu pai, que é advogado, e um pouco pelo fato de eu sempre ter sido muito questionador. Nunca aceitei meias respostas ou meias verdades, sempre acreditei que para todos os casos havia um outro lado, que deveria ser levado em consideração para se ter uma conclusão livre de preconceitos e julgamentos. Com o Direito eu teria a oportunidade de ter contato com as duas partes de um conflito e tentar entender outras questões sociais.

Minhas disciplinas preferidas eram: as disciplinas que eu mais gostei foram: Direito Constitucional, Direito do Consumidor e Direito Ambiental. São matérias muito presentes no cotidiano de todos e os conflitos que surgem são diversos e amplos.

Como me preparei para a prova: quando eu prestei a primeira fase da prova eu estava no 9o período, tinha terminado minha monografia e feito um projeto de pesquisa, e para fazer esses dois trabalhos eu acabei revisando toda a matéria do curso e um dia antes da prova da OAB eu assisti uma aula de revisão do “Curso Luiz Carlos”, um cursinho preparatório em Curitiba. Após passar nessa primeira etapa, para a segunda fase eu fiz todo o curso preparatório em Direito Civil para 2a fase que eles oferecem e pratiquei bastante com provas anteriores, o que me deu mais confiança no dia da prova e colaborou com a minha aprovação.

Meu primeiro emprego foi: meu primeiro estágio fui num escritório de advocacia em Curitiba, mas a experiência de trabalho que mais contribuiu para minha vida profissional foi no gabinete da Dra. Elizabeth Rocha no Tribunal de Justiça do Paraná. Lá eu tive a clareza do que eu quero para minha vida, pois trabalhei com pessoas competentes, inteligentes e esforçadas que desmistificaram todas as concepções equivocadas que eu tinha com o setor público, e hoje em dia estudo para concurso público para continuar contribuindo, de forma eficiente, com o Direito Público.

Minha dica para quem vai prestar o Exame de Ordem: fazer um curso preparatório é um bom caminho para iniciar os estudos, pois ele apresenta as matérias que caem com mais frequência e ainda dá algumas dicas para a prova. Além disso, é sempre importante praticar as questões e a peças da matéria que você optar, na época da segunda fase eu revezava: um dia respondia questões discursivas de provas anteriores e no outro eu fazia as peças processuais. Essa prática faz com que a gente tenha mais segurança para responder as questões e ajuda a controlar melhor o nosso tempo e nervosismo, que são alguns vilões de quem faz a prova. No mais, é ir para a prova confiante de tudo o que você estudou e aguardar pela aprovação. Boa prova para todos.

Destaques

Últimas notícias