LIVROS | LANÇAMENTO

A morte não toca violino

Os novos casos do advogado de direito de família

Thomas Lengik é um advogado de direito de família com uma peculiaridade especial: não resiste ao desafio de desvendar mortes suspeitas. Nesse segundo livro, tudo começa com um conflito aparentemente irrelevante: música clássica – uma apresentação na Sala São Paulo – ou música popular – um show de João Gilberto? Lengik convence sua mulher de que devem ir à orquestra, afinal, trata-se do lançamento de um projeto de difusão cultural comandado por uma grande amiga, que trabalha no gabinete do governador do Estado.

Nada, no entanto, ocorre de acordo com o planejado.         

Em A morte tudo resolve, romance de estreia de Luiz Kignel, acompanhamos Thomas Lengik em seu primeiro grande caso. Nesse segundo livro da série policial passeamos por uma São Paulo sofisticada, culta e elegante, mas pouco sincera, onde as mortes sempre envolvem um enigma que precisa ser decifrado rapidamente e sem chamar a atenção da mídia.

Política, música, detalhes: tudo precisa entrar na conta de Lengik. Mas ele não vai fugir desse novo desafio.

Sobre o autor: Luiz Kignel é advogado, especializado em sucessão familiar. É sócio do escritório Pompeu, Longo e Kignel Advogados e autor dos livros jurídicos Os negócios e o Direito: sobrevivência legal no Brasil, Patrimônio e sucessão: defendendo os herdeiros e os negócios e Planejamento sucessório: aspectos familiares, societários e tributários. Este é seu segundo romance policial, série que começou com A morte tudo resolve (Alameda, 2012).

 

Livro: A morte não toca violino
Autor: Luiz Kignel
Edição: Alameda
Preço: R$65,00 (294 páginas)
ISBN: 9788579394614
Formato: 23x16 – Brochura – 0, 400 kg

Compre online pela loja virtual da Alameda.

Confira