PARA SABER MAIS

2 livros para saber mais sobre documentários

Conheça dois títulos da Alameda que tratam do gênero documentário e sua produção no Brasil

Toda semana a coluna Para Saber Mais seleciona títulos da editora Alameda que tratam de assuntos interessantes a serem estudados. O tema escolhido para essa semana foi o gênero cinematográfico do documentário.

Menos glamoroso que os gêneros de ficção, o documentário já nasce envolto por inúmeras polêmicas, como a questão do viés do diretor e da veracidade dos fatos mostrados. Apresentamos dois livros que procuram analisar essas questões a partir de duas perspectivas diferentes, a do documentário como arte e como produto audiovisual.

Em Documentário e Mercado no Brasil, a pesquisadora Teresa Noll Trindade traça um panorama do estado atual da arte do documentário no país. A obra faz um retrato da cadeia econômica de produção do filme documental, levado em conta as políticas estatais e o crescimento desse tipo de produção nos últimos anos. Os métodos de distribuição das cópias e o espaço para a exibição dos filmes também são debatidos.

Documentário e Mercado no Brasil: Da produção à sala de cinema por Teresa Noll Trindade está disponível para compra no link.

O abrigo do tempo propõe outra abordagem do documentário, nesta obra o gênero  é estudado como uma expressão artística que retrata a passagem do tempo. O autor, Henri Arraes Gervaiseau analisa obras-chave do cinema documentário mundial, desde os irmãos Lumière até Jean-Luc Godard, para entender as mudanças que se produziram entre a relação do homem com o tempo.

O abrigo do tempo: Abordagens cinematográficas da passagem do tempo por Henri Arraes Gervaiseau está disponível na loja virtual da Editora Alameda, que pode ser acessada neste link

Confira

Últimas notícias