HISTÓRIA

Comissão da Verdade de SP discute resistência durante ocupação nazista na Europa

Além de abordar a experiência na Europa ocupada, novo livro de professora da UFF discute o próprio conceito do que deve ser entendido por resistência

A Comissão da Verdade da Prefeitura Municipal de São Paulo recebeu na reunião desta segunda-feira (12/9) a historiadora Denise Rollemberg para uma palestra sobre o livro “Resistência – Memória da ocupação Nazista na França e na Itália”, lançado na ultima semana pela Alameda Editorial.

Foto: Haroldo Ceravolo

Em evento na Comissão Municipal da Verdade de SP, Denise Rollemberg falou sobre a pesquisa que resultou em seu novo livro

O livro de Denise, que também é professora de História Contemporânea da UFF (Universidade Federal Fluminense), é resultado de sua pesquisa sobre o percurso dos grupos e pessoas que desafiaram a ocupação alemã na França e na Itália, hoje retratados como heróis da libertação em seus países.

“A ideia do livro é pensar nessa historiografia que é fabulosa sobre a experiência na Europa ocupada. Pensar a resistência e a ocupação onde vamos definir o que foi a resistência. Porque aqui no Brasil, ao tratar o período da resistência a Ditadura Militar de um modo geral, os historiadores não discutem o próprio conceito de resistência, e lá na Europa há uma discussão muito ampla sobre isso, procurando conceituar o que é resistência”, explica Denise.

De acordo com a autora, uma das principais contribuições de seu livro é a de trazer essa preocupação aos historiadores brasileiros que estudam o período do regime militar.

“Acho que uma das contribuições que este livro traz é fazer com que os historiadores que estudam o Brasil do período da Ditadura tenham também a preocupação de fazer essa definição do que foram realmente atos de resistência”, afirma Denise.

Para Adriano Diogo, integrante da Comissão Municipal da Verdade, discutir as experiências europeias contribuem muito para o entendimento dos desdobramentos da Segunda Guerra Mundial aqui no Brasil, que resultaram na ditadura.

“A Ditadura Militar brasileira nasceu na Segunda Guerra Mundial, a concepção do golpe militar foi construída neste período. O general Castelo Branco, que foi o primeiro presidente militar, o primeiro ditador, era oficial comandante das forças brasileira na Itália e foi ele quem deu o golpe em 1964 aqui no Brasil. Então, daí a importância de nossa comissão entender melhor este nascedouro com a Denise, que é uma especialista neste assunto”, destacou.

Livro: Resistência – Memória da ocupação nazista na França e na Itália
Assunto: História | Guerras
Autor: Denise Rollemberg
Edição: Alameda (tel.: 11 3012-2403)
Preço: R$ 64,00 (370 páginas) – 16 x 23 – Brochura – 0,620 Kg
Profundidade: 2,0 cm
ISBN: 978-85-7939-375-4

Compre online na loja virtual da Alameda Editorial.

Destaques

Últimas notícias