LIVROS | LANÇAMENTO

Historiadores pela democracia: o golpe de 2016 e a força do passado

Reunindo textos e depoimentos de historiadores com carreira consolidada, além de jovens profissionais da área, obra apresenta diagnóstico historiográfico sobre o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff e o conturbado momento político do Brasil

O livro Historiadores pela democracia: o golpe de 2016 e a força do passado é um exercício de história imediata em função de uma denúncia grave: o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff põe democracia brasileira em risco.


Pré-venda da obra já foi aberta; livro estará disponível a partir de 5 de setembro 

Reunindo textos e depoimentos de historiadores com carreira consolidada e jovens profissionais de história, a obra apresenta um diagnóstico historiográfico sobre o conturbado momento político do Brasil.

O movimento que dá nome à obra surgiu em abril de 2016 com o objetivo imediato de colher depoimentos, em vídeo, de historiadores contrários ao processo em curso. A consolidação dos Historiadores pela democracia, por sua vez, se deu a partir da iniciativa de encontrar a presidenta no Palácio da Alvorada.

Horas antes desse encontro, que se realizou em 7 de junho, o grupo se reuniu na UnB (Universidade de Brasília) para, nas palavras das organizadoras, “discutir nossas angústias comuns com a conjuntura política e organizar alguma forma de resistência.” Foi nesse momento que surgiu a ideia do livro: uma seleção de textos que permitam compor uma crônica compreensiva dos acontecimentos, do ponto de vista histórico.

Dentre os autores de Historiadores pela democracia: o golpe de 2016 e a força do passado estão Sidney Chaloub, Luiz Felipe de Alencastro, James Green, Luiz Carlos Villalta, Kátia Gerab Baggio, Martha Abreu, Silvia Hunold Lara e Suzette Bloch, organizados pelas historiadoras Hebe Mattos, Tânia Bessone e Beatriz G. Mamigonian.

Sobre as organizadoras:

Hebe Mattos é Professora Titular de História do Brasil da Universidade Federal Fluminense (UFF) e autora ou coautora de livros, artigos, filmes e plataformas digitais sobre história e memória da escravidão no Brasil, entre eles, os livros Das Cores do Silêncio (Ed. Unicamp, 2013), Memórias do Cativeiro (Civilização Brasileira, 2005) e as plataformas digitais Passados Presentes. É uma das idealizadoras do blog Conversa de Historiadoras.

Beatriz G. Mamigonian é professora do Departamento de História da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e autora de publicações sobre a escravidão e o tráfico de escravos para o Brasil.

Tânia Bessone é professora do Departamento de História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Possui várias publicações em livros e periódicos sobre história do livro e da leitura.

Livro: Historiadores pela democracia (Pré-Venda, disponível a partir de 5/9)
Autor: Hebe Mattos, Tânia Bessone e Beatriz G. Mamigonian (orgs.)
Edição: Alameda (tel.: 11 3012-2403)
Preço: R$ 44,00 (284 páginas) – 14,0 x 21,0 – Brochura – 0, 292 Kg
ISBN: 978-85-7939-408-9

Compre online na loja da Alameda Editorial. 

Destaques

Últimas notícias