LIVROS

Uma história social do abandono de crianças

De Portugal ao Brasil: séculos XVIII – XX

Nas últimas décadas, vários pesquisadores se dedicaram ao resgate da história social do abandono e da circulação de crianças. Sabe-se hoje que Portugal, desde fins da Idade Média, não só implantou em seu território formas de socorro à infância carente, como também difundiu essas práticas em várias partes do império ultramarino.

Constata-se, ao longo dos séculos, o surgimento de múltiplas soluções institucionais no Reino e na América portuguesa. Daí a ideia de organizar este livro. Ele não só reúne algumas das melhores pesquisas desenvolvidas por historiadores brasileiros, como também apresenta estudos realizados em Portugal, sugerindo caminhos para se refletir a respeito da história comparada das duas sociedades.

A pesquisa desse passado nasce de uma preocupação com o presente: em nossos dias milhões de crianças brasileiras ainda sofrem formas variadas de privação e de abandono. Contribuir, através da reflexão histórica, para que essa triste situação seja ultrapassada, deixando de ser nossa contemporânea, é o principal objetivo deste livro.

Sobre o organizador: Renato Pinto Venâncio é doutor pela Universidade de Paris IV – Sorbonne, pesquisador do CNPq e professor do Departamento de Organização e Tratamento da Informação – ECI/UFMG. Publicou os seguintes livros: São João del-Rey, uma cidade no Império (2007), Panfletos Abolicionistas: o 13 de maio em versos (2007), Uma história da vida rural no Brasil (2006), Álcool e drogas na história do Brasil (2005), Ancestrais: uma introdução à história da África Atlântica (2003) e Famílias Abandonadas (1999).

Livro: Uma história social do abandono de crianças
Organizador: Renato Pinto Venâncio
Preço: R$ 60 (359 páginas)
ISBN: 978-85-7939-027-2
Formato: 16 x 23 – brochura –off set – 0, 505 kg 

Compre online na loja Alameda Editorial

Destaques

Últimas notícias