ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO AO CONCURSO

Anpac inaugura sede em São Paulo e discute atuação por aprovação da Lei Geral dos Concursos

Formada pelos principais grupos do país do setor de cursos preparatórios, associação também discutiu criação de programa de bolsas de estudo para pessoas carentes

No dia 7 de abril, a Anpac (Associação Nacional de Proteção de Apoio aos Concursos) inaugurou sua nova sede em São Paulo, no bairro da Bela Vista. O evento ficou marcado também pela realização de uma assembleia geral extraordinária, onde os associados discutiram a necessidade de atuação da entidade junto ao Poder Legislativo para a aprovação da Lei Geral dos Concursos.

Foto: Reprodução

Inauguração de sede da Anpac em São Paulo reuniu representantes dos principais grupos que atuam na área de cursos preparatórios para concursos no Brasil

Fundada em 2005, a Anpac é uma entidade sem fins lucrativos que reúne entre seus associados representantes dos principais grupos de educação do país que atuam na área de cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB. Entre eles estão nomes de peso do setor como Damásio Educacional, CERS (Complexo de Ensino Renato Saraiva), Editora Saraiva e Central dos Concursos.

"Essa reunião será um marco na história da ANPAC. Nunca antes tantos líderes educacionais estiveram reunidos para falar do mercado de concursos públicos e para discutir as principais questões que refletem diretamente na vida dos concursandos", afirmou Marco Antonio Araujo Junior, presidente da Anpac e diretor executivo do Damásio Educacional.

Aprovada em junho de 2016 pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado Federal, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 75/2015, conhecida como Lei Geral dos Concursos, fixa regras nacionais para todos os concursos públicos do país, tanto os da União como os dos governos estaduais e das prefeituras. O texto está pronto desde julho do ano passado para ser votado no plenário da Casa. 

Na assembleia extraordinária da Anpac, além da Lei Geral, também estiveram em discussão pautas como a criação de um programa especial de bolsas de estudo junto aos cursos associados, para que pessoas comprovadamente carentes possam realizar cursos preparatórios para concursos subsidiados; e a realização de um programa de entrevistas, transmitido no Facebook da ANPAC, abordando temas de interesse dos concursandos. 

"Um dos principais objetivos da ANPAC é defender o concurso público como meio mais democrático para ingresso no serviço público. Essa é a razão de existir da ANPAC", afirmou Renato Saraiva, 1ª vice-presidente da Anpac e representante do CERS.

Além de acompanhar dados sobre aos concursos públicos em todo o País, a entidade também atende à demanda de concurseiros que identificarem problemas na realização de um concurso público, como fraude nas provas, exigência de tema não contido em edital ou dificuldades impostas pela banca examinadora. 

"A união dos principais cursos preparatórios em torno de uma mesma causa – o concurso público – mostra a força do segmento de cursos preparatórios e editoras e dá mais segurança para quem pretende se preparar e concorrer a um cargo público", afirmou  Jaime Lin, 2º vice-presidente da Associação e representante do CERS.

Também estiveram presentes no evento Carlos Vinha, Diretor de Relacionamento Institucional da ANPAC e representante do Grupo GEN/Curso Fórum; Adelaide Lucilia da Mota e Gabriel Henrique Pinto, representantes da Central de Concursos; Carlos André Pereira Nunes, representante do Instituto Carlos André; Catarina Mafra, representante do Curso Ênfase; Dilson Costa, representante do Aprova Concursos; Edgar Abreu, representante do A Casa do Concurseiro; Federico Neder, representante do Supremo TV; Guilherme Saraiva, representante do CERS; Isaias do Carmo Filho, representante do Curso Jurídico; José Ricardo Oliveira, representante do Jornal dos Concursos; Pedro Barreto, representante do Portal F3; Roberto Navarro, representante da Editora Saraiva/Somos Educação; Vanessa Pancioni, representante da Rede LFG. 

Últimas notícias