“A independência funcional foi um dos elementos que me levou a escolher essa carreira”, diz defensor público

Nome: Jairo Salvador Souza

Cargo concursado que ocupa: Defensor Público do Estado de São Paulo

Por que escolheu a carreira?
Desde que ingressei no curso de Direito desejava ser Defensor Público. Entendia que, dentre as carreiras jurídicas, seria a que melhor poderia atuar em prol dos mais necessitados. A possibilidade de desenvolver uma carreira com possibilidade de modificar a dura realidade dos excluídos também foi fator decisivo para a escolha. Outro fator que determinou a escolha foi a independência funcional e autonomia da Instituição, instrumentos essenciais para o cumprimento da missão institucional de proporcionar o verdadeiro acesso à justiça à população pobre de nosso país.

Que ano passou no concurso?
2007.

Como organizava seu tempo de estudo?
Estudava todos os dias, pelo menos quatro horas por dia (estudava e trabalhava). Aos finais de semana, estudava de 12 a 16 horas, por dia. Fiz um roteiro de estudo que seguia fielmente, dividindo as matérias por dias da semana (por exemplo: 2ª feira – Direito Civil e Processo Civil, 3ª Feira – Direito Penal e Processual Penal etc.). Nos finais de semana, fazia revisões e simulados de provas.

O que mais gosta na instituição?
O ambiente de trabalho, a liberdade criativa e o respeito à população.

O que gostaria de mudar na instituição?
Gostaria que houvesse mais defensores, para que o modelo constitucional de assistência jurídica pública fosse realmente implementado em todo o país.

Qual seu objetivo profissional?
Conseguir desenvolver com qualidade minhas atribuições, proporcionando a melhor assistência jurídica aos usuários da Defensoria Pública.

Onde se formou, em que ano?
Centro Universitário Moacyr Srder Bastos, no Rio de Janeiro, 2005.

Últimas notícias