Artigos

O concurseiro atento aos grandes temas e à atualidade de nossa jurisprudência

Como se sabe, o Direito Constitucional assume uma posição extremamente importante na preparação para os concursos públicos, tanto os da área jurídica quanto os da área fiscal, de nível superior ou de nível médio.

A preparação do candidato deve ser a mais focada possível e, nesse sentido, o conhecimento da jurisprudência atualizada do STF (Supremo Tribunal Federal) mostra-se indispensável para o enfrentamento das provas.

Outra fonte de estudo que deve ser considerada pelos candidatos, especialmente nas primeiras fases dos certames, é o conhecimento da letra fria da lei.

Ainda dentro desse modelo de estudo estratégico, o candidato deve conhecer o estilo da banca examinadora, ou seja, a leitura das provas anteriores servirá como fonte para a preparação.

Os concurseiros também devem acompanhar os grandes julgamentos. Quando se estuda o direito à vida, por exemplo, o aluno deve conhecer o julgamento sobre célula-tronco e tentar aplicar o conceito de vida dado pelo STF para a discussão sobre o aborto do feto anencefálico ou a solução para a eutanásia.

Ainda, quando se estuda liberdade de crença, podemos trazer grandes questões, como a discussão sobre feriados religiosos, casamento em centro espírita ou casa religiosa, transfusão de sangue em testemunha de Jeová, curandeirismo, a polêmica sobre a afixação de crucifixos nas repartições públicas etc.

E, quando se estuda o princípio da dignidade da pessoa humana, não se pode deixar de enfocar a grande discussão sobre a união homossexual, o transexual etc.

Enfim, entendo que o concurseiro deve ficar sempre atento aos grandes temas e à atualidade de nossa jurisprudência.

Assim, a receita é o estudo estratégico. Focar o concurso, olhar as provas, ver a tendência, fazer as provas anteriores, analisar o perfil da banca, acompanhar os temas da atualidade e a jurisprudência do STF.

E aqui fica um recado para os “guerreiros concurseiros”: sejam sempre fortes! Foquem e não desistam jamais. Vai dar certo e, por favor, não deixem de acreditar no sonho sonhado.